A escravas e os erros.

Porque para uma escrava é tão angustiante errar? Quando entregamos nossa vida a um DONO e nos colocamos a Seus pés, prometemos servi-Lo acima de qualquer coisa. Nos enchemos de vontade e determinação e sempre nos colocamos à disposição para qualquer ordem ou tarefa. Passamos o tempo felizes e motivadas.

No começo, tudo são flores ou porque não conseguimos enxergar os espinhos da submissão. Vem o primeiro obstáculo e com ele o primeiro erro. Ainda assim, dizemos a nós mesmas que foi descuido e que não voltará a acontecer. Voltamos às nossas rotinas de tarefas e ordens e de repente...mais um erro. Não é possível que mesmo com tanta dedicação e desvelo o erro aconteça. Mais uma vez deixamos pra lá.

 

Nos empenhamos mais uma vez, pedindo perdão a quem servimos, prometendo não errar mais. Mas apenas ilusão; o erro acontece novamente, e de repente nos vemos questionando, contestando e nos rebelando. E aí tudo piora! A sucessão de erros vai crescendo e nossa lista se torna imensa. De castigo ficamos isoladas, privadas de qualquer lazer ou prazer. Ficamos sem falar com o DONO- e isso sim é o pior castigo.

Vem a solidão, a vergonha, a saudade, a decepção. A revolta nos domina: "como posso ser uma escrava tão estúpida?" "como pude ser tão desatenta?" E o choro toma conta lavando o rosto e a nossa alma. O remorso nos consome e o nosso próprio julgamento nos condena. De repente, nos sentimos "injustiçadas" e pensamos que o erro nem era tão grave assim. Que foi uma coisinha à toa, para ser considerada como erro. E agora é a raiva que toma conta de você. Raiva de nós mesmas por não termos sido capazes de acertar.

Mas nada como um dia atrás do outro. No dia seguinte, já com a cabeça mais fria, percebemos que nem tudo está perdido. Que foi um temporal criado por nós mesmas e que tudo vai melhorar. O tesão que ontem vinha em lágrimas, hoje estremece o corpo, molha a calcinha. Felizes agora, recomeçamos as tarefas diárias com força e vontade. A saudade aperta o coração, mas a esperança de termos permissão de falar com o DONO nos agita o dia todo, afinal, precisamos desse contato para recuperar as energias.

Sentimos que a submissão é nosso melhor momento. Nos entregar ao DONO é o que verdadeiramente nos dá prazer e desejamos sempre travar essa batalha constante de servir com prazer. Os erros? Ah, os erros ficam para trás...o DONO se encarregará de nos castigar para que possamos sempre melhorar. Nossos pensamentos nos lembram de que estamos onde estamos por opção própria. Foi uma escolha consciente e lúcida. Feita com alegria e paixão.

E é aí que percebemos que nunca deixaremos de cometer os erros, mas que eles fazem parte do nosso crescimento e que são eles que dão prazer ao DONO, já que ver a escravinha enrolada entre tantas tarefas e erros é proposital. Não importa quantos erros vamos cometer...quantas lágrimas de vergonha vamos derramar. A humilhação faz parte do crescimento e da formação de uma escrava.

Portanto, por experiência própria, posso dizer que se hoje tudo parece um mar de tormentas com ondas gigantescas, amanhã a luz no fim do túnel aparecerá novamente trazendo o brilho da felicidade. O Dono vai estar lá no finalzinho do túnel, com um sorriso encantador e o chicote nas mãos. E aí você vai ter a certeza que servir é a sua sina.

por: kalía * K@ *


  • Negrito
  • Itálico
  • Sublinhado
  • Stroke
  • Citação
  • Smileys
  • :confused:
  • :cool:
  • :cry:
  • :laugh:
  • :lol:
  • :normal:
  • :blush:
  • :rolleyes:
  • :sad:
  • :shocked:
  • :sick:
  • :sleeping:
  • :smile:
  • :surprised:
  • :tongue:
  • :unsure:
  • :whistle:
  • :wink:
 
  • 500 Caracteres restantes