Dez Anos karla

A seguir uma retrospectiva com Dez momentos importantes na caminhada de submissão da karla { Kasal }:

1. Entrada no Reino de K@

2. O Primeiro Encontro

3. A Tiara Dourada. Uma Homenagem à karla

4. Empréstimo à Senhora Khaluna 

5. Conto As Aparências Enganam 

6. As Senhoras e a karla

7. O Primeiro Encontro como Kriada Real 

8. A Prova de Fogo 

9. Entrevista Dez Anos

10. A Kriada Real


 

1. Entrada no Reino de K@
No dia 4 de outubro, tornei-me dono de uma escrava numa condição diferente do que estava acostumado a fazer. Depois de conversarmos, aceitei tornar-me dono virtual da karla. Eu a conheci, através do meu site, onde ela me enviou uma mensagem contando sobre seus desejos e estado civil. Ela é casada e tinha bem claro que queria viver apenas uma relação de dominação e submissão (D/s) a distância.

O engraçado foi que, pouco mais de um ano depois de começarmos nossa relação, ela sentiu a necessidade de vencer o limite da virtualidade.

Nos encontramos para a nossa primeira sessão real. A primeira de tantas outras que aconteceriam nos anos seguintes.

Uma mulher intensa. Cheia de vida. Uma submissa, que cresceu muito em sua caminhada e tornou-se fonte de inspiração e referência para muitas outras submissas no meio.

Voltar ao Início

 

 

 

2. O Primeiro Encontro
Nos encontramos para a nossa primeira sessão real. A primeira de tantas outras que aconteceriam nos anos seguintes. Abaixo compartilho um trecho do relatório sobre o encontro, em que a escrava relata o medo super comum entre as submissas:

Foi muito bom começar a me preparar para encontrar o meu Mestre, mas confesso que minhas duvidas começaram aí

Eu sabia que o Mestre estava interessado apenas na escrava karla e não na mulher. Só que isso não resolvia meu problema. A insegurança de mulher batia forte. Experimentei várias vezes os vestidos pra ver o que seria melhor. Fiz pés e mãos, sempre pensando se o Mestre iria gostar dos "Seus" pezinhos. A depilação é que foi o maior problema, porque sou alérgica a cera e pensei no que o Mestre ia achar. A cada detalhe que eu cuidava, era sempre sob forte excitação e "fiz arte muitas vezes"... rs

Acabei optando em ser eu mesma... assim, o Mestre me conheceria de verdade. Não dormia de ansiedade... de curiosidade e até mesmo por receio em que eu não fosse agradar.

Voltar ao Início 

 

 

 

3. A Tiara Dourada. Uma Homenagem à karla

No Reino de K@ as escravas são identificadas de acordo com a classe a que pertencem sendo elas, hoje em dia: Classe de Preto – a mais baixa – e Vermelho – a mais alta.

Estruturas hierárquicas implicam em relações de poder e definem não só o papel que eu espero de cada escrava, mas também as regras e as regalias que lhes são conferidas. Pressupõem certa rigidez e em função disto, em 2010, senti a necessidade de acrescentar um elemento novo para trazer mais dinamismo às minhas vivências: a instituição da Tiara Dourada.

Um mecanismo, que permite a escrava ocupar a posição de maior destaque que uma escrava pode ter no Reino, ou seja, acima da Sub de Vermelho. Em última análise, é uma forma de mudar a estrutura hierárquica, por um período de tempo determinado.

A escolha da escrava que irá portá-la e a definição do período que ela a usará, acontece conforme minha vontade. Originalmente, o Papel da Tiara Dourada foi criado em homenagem a minha escrava karla.

Voltar ao Início 

 

 

 

4. Empréstimo à Senhora Khaluna
Em Agosto de 2013, conversando com uma Rainha amiga, ela karinhosamente me fez um pedido: Mestre, o Senhor me emprestaria a karla por um mês?

Demorei um pouco para amadurecer e aceitar a ideia, mas emprestei a minha escrava à Rainha. Segundo minha escrava, uma das experiências mais difíceis que ela viveu como submissa. Após o término a Rainha escreveu:

Mestre, meu muito obrigada por este presente e por me permitir estar ao Seu lado mais uma vez, um grande prazer poder fazer parte da Sua vida de algum modo.

Obrigada pela confiança em colocar nas minhas mãos uma das Suas joias tão preciosas. Sinto-me honrada...

Obrigada karla { K@ }, por sua dedicação diária, por todas as palavras carinhosas e ensinamentos não só BDSM, mas de vida. As palavras que marcam estes últimos momentos ao seu lado são: gratidão e saudade.

 Voltar ao Início

 

 

 

5. Conto As Aparências Enganam 
Vivacidade é uma das características marcantes na karla. Muito desta intensidade ela acabou colocando em seus contos, alguns dos quais podem ser lido na seção contos do site. Um deles: As Aparências Enganam, na votação dos internautas, foi escolhido o Vencedor do I Concurso de Contos e Poemas TALENTOS PERVERTIDOS organizado pelo Grupo BDSM Lovers, em Out/2013.

 Voltar ao Início

 

 

 

6. As Senhoras e a karla
Entre os muitos destaques que a karla é merecedora, um é especial: ela foi a única, entre as 94 escravas que fizeram e fazem parte do Reino, até outubro de 2017, que serviu a todas as Submissas da Classe de Vermelho e Laranja (extinta em 2011). Foi kriada, respectivamente, das Senhoras: Kalía, Klara e Kazady. Também serviu às Rainhas convidadas: Khaluna, Senhora das Flores e Senhora Luma Ixchel.

Voltar ao Início 

 

 

 

7. O primeiro Encontro como Kriada Real
Como nem sempre tudo sai como desejado ou melhor ordenado! No primeiro encontro como kriada real, era um dia de sol intenso e muito calor. Logo no início da sessão a Rainha mandou que ela fosse encher a banheira para que Eu e a Rainha pudéssemos nos refrescar. Enquanto isso algumas outras tarefas e como tem sub que não consegue tomar conta de duas tartarugas, porque sempre uma delas acaba fugindo. A kriada esqueceu a banheira aberta e umas tantas percebemos o quarto todo alagado. Bem além de divertido foi bem excitante, pq depois que ela conseguiu dar conta da enchente o restante do encontro os castigos correram solto. É minha Rainha, seu começo também não foi fácil! Mas a minha esperança é que ela aprenda um dia ainda... ou, quem sabe melhor ela continuar atrapalhada... rsss sádikos!

 Voltar ao Início

 

 

 

8. A Prova de Fogo
Durante uma vivência em que a karla estava servindo a submissa da Tiara Dourada, à época a kalía, por conta de uma crise de ciúmes, arquitetei um castigo que, aos olhos de muitos, pode parecer de fácil realização: mandei que a além de cortar, também mudasse a cor do mesmo. O dificultador, neste caso, é que ela estava há poucos dias do casamento da filha e já estava com tudo definido em relação a como iria a festa.

Os detalhes de como o castigo foi aplicado, eu relato em meu livro. Abaixo, um trecho do relatório da karla após o cumprimento do castigo:

"Hoje, sai de cena a Maria para surgir a karla: plena. Digo isso porque, por sua ordem e do Mestre, radicalizei o visual: corte e cor tudo a seu gosto. Então, quem está aqui agora é a karla. Quando minha família chegar à noite e der de cara comigo, não saberão, é claro, mas quem vai recebê-los é a submissa karla. Amo e amo isso de montão. Sempre quis ter minha vida nas mãos do Mestre!

Nunca fui morena nem usei cabelos tão curtinhos assim e sentia uma vergonha tão grande cada vez que me lembrava... "

 Voltar ao Início

 

 

 

9. Entrevista Dez Anos 
Ao longo dos dez anos no Reino de K@ a karla foi muito procurada  por outras escravas em busca de ajuda para suas dúvidas e medos. Assim, mais uma vez, deixo aqui uma entrevista feita com ela, onde ela fala sobre motivações, dificuldades e equilíbrio entre as vidas baunilhas e BDSM. Leia+

 Voltar ao Início

 

 

 

10. A Kriada Real
Quando criei o Reino de K@, eu tinha uma fantasia bem clara: queria ter várias escravas hierarquicamente organizadas. A minha fantasia estava baseada em ver as submissas mais próximas a mim sofrendo. Durante esses anos, eu me dediquei integralmente ao BDSM. Tirando os meus compromissos profissionais, não tinha outros que não fossem relacionados as minhas relações D/s.

Dez anos depois, entendi que estava na hora de resgatar os contatos sociais, familiares e abrir espaço para novos hobbys. Casei-me, como uma de minhas escravas e criei o papel de Rainha de Branco. Um papel para permitir a pessoa que está ao meu lado, gozar das maiores regalias dentro do Reino. A mudança acabou criando as condições, para realizar a grande fantasia da minha karla - de pertencer a um casal - e assim, ela, mais uma vez, serviu de inspiração para o papel da Kriada Real.

 Voltar ao Início


kâmala { Karla } Gravatar   07.10.2017 06:52
Zero monotonia Mestre, que retrospectiva intensa, marcante, uma leitura super interessante da trajetória de minha Senhora, pois mostra bem a diversificação das vivências, é... o que menos houve foi monotonia nesses dez anos...rsrsrs

Beijos em Seus pés, Senhor

kâmala { Karla }*
*Coleira devido vigência da Tiara Dourada
 
karla { Kasal } Gravatar   03.10.2017 22:23
Momentos inesquecíveis Amado Senhor

O Senhor conseguiu relacionar os momentos mais marcantes dentre tantos outros que vivi no Reino. Cada um desses momentos me trouxe sentimentos, prazeres e reações muito distintos, mas cada um deixou-me lembranças que não quero esquecer jamais; cada sentimento, cada frio na barriga, cada expectativa e realização, com certeza fizeram a karla chegar até aqui! Sou-Lhe imensamente grata por ter feito de mim o que sou hoje meu Mestre Amado. Beijos em Seus Pés, Senhor!
 
  • Negrito
  • Itálico
  • Sublinhado
  • Stroke
  • Citação
  • Smileys
  • :confused:
  • :cool:
  • :cry:
  • :laugh:
  • :lol:
  • :normal:
  • :blush:
  • :rolleyes:
  • :sad:
  • :shocked:
  • :sick:
  • :sleeping:
  • :smile:
  • :surprised:
  • :tongue:
  • :unsure:
  • :whistle:
  • :wink:
 
  • 500 Caracteres restantes