Escrava kyra

Ela foi, a quinta escrava do Reino, minha primeira escrava Switcher e com quem tive a oportunidade de viver e acompanhar a dominação feminina. Nossa relação foi curta, mas aprendi muito com ela. Deixo aqui uma experiência em especial que vivemos.

Passamos o final de semana juntos. Como eu ia viajar no domingo cedo, na véspera deixei a mala arrumada e guardei todos os acessórios. Deitados, quando conversávamos, ela à revelia, deixou de lado as formalidades e começou a falar em tom de deboche.

Eu logo a adverti, dizendo que não era porque as coisas estavam guardadas que ela não estava correndo riscos, mas não adiantou. 

Ela continuou provocando! Levantei-me e peguei o kit para fazer maldades nos pés. Mandei que ficasse de joelhos na cama. Comecei a castigá-la com o elástico, puxando com intensidade média, achando que depois de uns dez movimentos ela entenderia o recado. Mas não foi o suficiente! Meu sadismo cresceu e passei a castigar o outro pé, puxando e soltando o elástico com mais força contra aquela sola lisinha, número 35. Subi o tom de voz e apesar de mais contida, ainda “deslizava” no tratamento informal dirigido a mim.

Fiz com que encostasse a cabeça de lado em meu peito. Comecei a passar a mão nos longos cabelos sem dizer uma palavra. Demorei um pouco e peguei o temido alicate. Ainda de joelhos e com as pernas ligeiramente dobradas, de maneira a deixar os pés ao meu alcance. Passei a "beliscá-los" alternadamente. Depois de ter dado cerca de 20 beliscões por toda a sola, inclusive na parte de baixo dos dedos, ela usou Código de Segurança (safeword ou como muitos preferem apenas "safe").

No dia seguinte, ao nos despedirmos na porta do hotel, olhei bem para aquele sorriso lindo e tive a certeza de que a provocação da noite anterior não havia sido um ato de rebeldia, mas uma situação criada por ela para me oportunizar viver, mais intensamente, a minha fantasia. O que aconteceu, depois de vê-la pedir a "safe"? Eu adormeci ao seu lado, sentindo-me o todo poderoso e realizado. Foi a primeira vez, que fui manipulado de uma forma propositada... Fazer o que? É vivendo que se aprende, não é mesmo!


  • Negrito
  • Itálico
  • Sublinhado
  • Stroke
  • Citação
  • Smileys
  • :confused:
  • :cool:
  • :cry:
  • :laugh:
  • :lol:
  • :normal:
  • :blush:
  • :rolleyes:
  • :sad:
  • :shocked:
  • :sick:
  • :sleeping:
  • :smile:
  • :surprised:
  • :tongue:
  • :unsure:
  • :whistle:
  • :wink:
 
  • 500 Caracteres restantes